» mais
Gabriel Novis Neves
1bc7aa101267a8883474d6f60e3ebe22
Domingo, 15 de setembro de 2013, 20h10

Ferrovia

Quem ouviu o programa “Bom Dia Governador”, uma novidade surgida recentemente com o chamado “governo da verticalização”, chegou à fácil conclusão que jamais teremos em Cuiabá o “trem do Vuolo”.

Este só chegou aqui no idealismo do Senador - que muito lutou por este sonho cuiabano - e no enredo da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.

Vuolo, Cartola, Carlos Cachaça, Nelson Cavaquinho, Dona Ivone Lara, Ivo Meireles e o nosso “imortal” escritor-historiador Fernando Tadeu, foram os únicos passageiros desse trem que nunca existiu.

Nos tempos modernos o “trem do Vuolo” é o petróleo extraído da camada do pré-sal existente nas profundidades da nossa costa atlântica.

Ninguém ainda retirou um barril do ouro negro para comercialização, e a distribuição dos lucros já foi dividida por Estados e municípios.

Tudo isso após discussão no Congresso Nacional e sancionado em lei pela presidente da República.

Igualzinho ao “trem do Vuolo”.

A lei do pré-sal determina que seus lucros só poderão ser investidos nas duas áreas mais prioritárias ao Brasil: educação e saúde.

O trem do Vuolo já foi inaugurado inúmeras vezes nesses últimos vinte anos, pelos presidentes da época.

No último programa “Bom Dia Governador”, o governo convidou todos os brasileiros para a inauguração do terminal ferroviário de Rondonópolis rumo ao porto de Santos, no próximo mês pela presidente.

Não se falou no prosseguimento até a capital da Copa.

Foi anunciado também que a ferrovia do norte do Estado caminha a todo vapor, com um traçado bem distante da ex-Cidade Verde. Seu destino será rasgar as fazendas de soja, milho, carne suína, bovina, algodão, óleo vegetal e minérios.

Deverá procurar o Estado de Tocantins e o porto do Maranhão.

Em estudos outra saída para a ferrovia do Nortão - pelo Estado do Pará.

Não se fala mais, mesmo em época pré-eleitoral, em ferrovia para Cuiabá como antigamente, em que promessas eram feitas e nunca cumpridas.

Mesmo considerando Cuiabá como o maior colégio eleitoral, esse projeto do trem está definitivamente enterrado.

Resta-nos o consolo de em breve (quando?) inaugurarmos os trilhos do VLT, que é um trem de passageiros na linha pioneira ligando o velho e obsoleto aeroporto de Várzea Grande ao CPA!

Confirma–se assim a velha história centenária que diz: quem não tem cão, caça com gato.

Trem para Cuiabá, nunca mais.

Somos uma cidade subdesenvolvida, na visão dos homens de negócios.

 

Gabriel Novis Neves é mèdico em Cuiabá e ex-reitor da UFMT
MAIS COLUNAS DE: Gabriel Novis Neves

» ver todas

Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114