» mais
Gabriel Novis Neves
1bc7aa101267a8883474d6f60e3ebe22
Sexta, 15 de agosto de 2014, 08h51

Jogo político

Estamos assistindo aos treinamentos dos nossos candidatos aos cargos
eletivos de outubro e notamos que enfrentaremos um período de grandes
turbulências.

O pudor no trato dos candidatos desapareceu por completo e fala-se
abertamente e levianamente aquilo que se pensa.

O nosso eleitorado não é mais um bando de “cheira-cheira”, no linguajar
cuiabano – atrasados, débeis mentais.

Percebe-se que o falso moralismo será a bandeira principal para
conquistar o voto do eleitor.

Isso é uma estratégia perigosa, como diz um famoso empresário de
comunicação – “todos nós temos rabo preso”.

O que vemos nesses treinos para o Horário Gratuito de Televisão
são puxação de rabos.

Isso não vai dar certo. Chegou o momento de humildade e respeito ao
“cheira-cheira” que irá votar.

Este quer saber o que cada candidato, enfrentando uma crise nacional
mascarada pelo governo, poderá realizar em benefício da população.

Prometer é totalmente diferente que fazer.

Com taxa de desemprego assustadora na indústria, queda de oferta de
empregos no comércio e serviços, a volta da inflação, além da dívida contraída
para as festanças dos quatro jogos da Copa, “o que fazer?” é a pergunta a ser
respondida pelos candidatos.

Contar com o ovo dentro da galinha, não vale.Neste momento todo cuidado
é pouco para não se produzir vítimas e mártires.

Em um país sem partidos políticos que representem os anseios da
população, a salada ideológica é muito diversificada, dificultando cada vez
mais o pedido do voto.

Um mínimo de honestidade neste instante decisivo para o nosso futuro,
seria o ideal.

Juízo, candidatos!
 

Gabriel Novis Neves é mèdico em Cuiabá e ex-reitor da UFMT
MAIS COLUNAS DE: Gabriel Novis Neves

» ver todas

Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114