Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Gabriel Novis Neves
1bc7aa101267a8883474d6f60e3ebe22
Segunda, 01 de dezembro de 2014, 11h09

Fugitivo de Sorocaba

Quando a balança me deu um alerta vermelho, fugi para a Clínica de Endocrinologia - com SPA médico - em Sorocaba.
Foram quinze intermináveis dias de internação, com rígida disciplina alimentar de seiscentas calorias/dia, além de uma peregrinação pelas principais clínicas do hospital: endocrinológica, cardiológica, médica, ortopédica, psiquiátrica, dermatológica e dentária.

O mesmo rastreamento foi feito no centro de fisioterapia, onde os exercícios são programados para cada paciente.
Aulas de recuperação alimentar e lazer opcional à noite com shows, aulas de dança, bingos, teatro e desfiles.

O resultado final foi o previsto quando da minha internação. Porém, o tratamento continuaria em casa que, de acordo com o meu perfil de vida, deveria ser de mil e quatrocentas calorias/dia.

A dieta me foi fornecida e passei a seguir rigorosamente as orientações recebidas.
Desintoxicado de anos de alimentação inadequada, um mês após coloquei um marca-passo para corrigir uma arritmia cardíaca que "cuidei" por mais de trinta anos.

Retornei às minhas atividades físicas como caminhadas e voltei à fisioterapia.
Estou na minha faixa de conforto de peso corporal e com a bioquímica em ótimas condições.

Dia desses fui a um restaurante e o maitre me entregou o cardápio da casa, que mais parecia um livro em edição de luxo.
Disse-lhe que era um "fugitivo de Sorocaba" e estava fazendo a minha reestreia em restaurante comercial.
Sem entender o que quis dizer, esclareci ao espantado maitre: meu prato não pode conter sal, carboidratos nem gorduras, e a bebida alcoólica substituída por água mineral sem gás.

Logicamente esse pequeno prazer gastronômico iria me custar algumas calorias extras, mas já estavam previstas nessa nova fase de condicionamento alimentar.

Achando seu desconhecido cliente um maluco, pequenas porções me foram servidas.
Deixei a casa da comilança sofisticada sem remorsos, com a sensação de não ter avançado o sinal da minha saudável dieta.

Entrei no táxi e fiquei com a imagem do maitre surpreso com o cartão de visitas daquele esquisito cliente: "Fugitivo de Sorocaba".
Com certeza comentou com os colegas que atendeu a um idoso louco.

Duvido que tenha se lembrado de que Sorocaba é uma das principais cidades de São Paulo e polo de um rico setor industrial altamente tecnológico.

Além disso, a clínica em questão é mundialmente reconhecida pela excelência do seu SPA médico, e é pioneira no Brasil em reeducação alimentar.

Frequentar bons restaurantes não deixa de ser trocar um prazer por algumas calorias a mais.  

Gabriel Novis Neves é mèdico em Cuiabá e ex-reitor da UFMT
MAIS COLUNAS DE: Gabriel Novis Neves

» ver todas

Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114