» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Quarta, 11 de julho de 2012, 18h18

BNDES aprova financiamento de R$ 400 milhões para construção da Arena de São Paulo, em Itaquera


Projeto é o nono aprovado pelo programa BNDES ProCopa Arenas e deve gerar 7,5 mil empregos diretos e indiretos na fase de construção

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio do seu programa BNDES ProCopa Arenas, aprovou financiamento no valor de R$ 400 milhões para a construção da Arena de São Paulo, no bairro de Itaquera, que receberá jogos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, incluindo a partida de abertura do torneio.

A operação é indireta e o agente financeiro intermediário será o Banco do Brasil (BB), que repassará os recursos à Sociedade de Propósito Específico (SPE) Arena Itaquera S.A., formada por Jequitibá Patrimonial S.A. e Odebrecht Participações e Investimentos S.A.

Os recursos do BNDES, repassados pelo BB, correspondem a 46% do investimento total e serão aportados pela SPE no Arena Fundo de Investimentos Imobiliários (FII Arena), responsável pela construção e manutenção do equipamento.

A Arena de São Paulo é a nona operação aprovada pelo programa BNDES ProCopa Arenas, instituído pelo Banco para financiar a construção ou reforma dos estádios sedes do Mundial de 2014. Antes dela, já foram aprovados financiamentos para as arenas de Belo Horizonte (R$ 400 milhões), Cuiabá (R$ 393 milhões), Fortaleza (R$ 351,5 milhões), Manaus (R$ 400 milhões), Natal (R$ 396,5 milhões), Salvador (R$ 323,7 milhões), Recife (R$ 400 milhões) e Rio de Janeiro (R$ 400 milhões).

A Arena de São Paulo será o novo estádio do Sport Club Corinthians Paulista e terá capacidade para 48 mil lugares no modo “pós-Copa”. Durante o torneio, o governo do Estado acrescerá até 20 mil assentos temporários, para que o estádio atenda à capacidade mínima exigida pela FIFA para sediar o jogo de abertura. Na Arena, serão disputadas ainda outras cinco partidas do campeonato, incluindo uma semifinal.

Situado às margens da Avenida Radial Leste e servido por estações de metrô e trem urbano, o empreendimento terá itens como auditórios, restaurantes, bares temáticos e estacionamento, o que o credita a ser utilizado para abrigar outros eventos além de partidas de futebol, tais como shows, congressos, convenções e feiras.

A conclusão da obra está prevista para dezembro de 2013. Estima-se que, durante a fase de construção, sejam gerados 7,5 mil empregos, diretos e indiretos. Na fase de operação, a estimativa é de 3,6 mil postos de trabalho. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Se a eleição para prefeito de Cuiabá fosse hoje você votaria em Silval Barbosa?

Sim
Não
Talvez
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114