Artigos

Itsiwaihu, Maldonado...
Flávio Ferreira
61ª - A sentença daquilo que se plantô
Alessandra Rosa Da Silva Carvalho
Cassinos, impostos, família...
Alberto Romeu Pereira
Vinte e dois, querido?
Marcos Bidoia
Em defesa dos aposentados
Marcos Lemos
» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Sexta, 17 de agosto de 2012, 05h59

Percepção sobre a economia da América Latina piora, aponta pesquisa


Pesquisa da Fundação Getulio Vargas e do Institute for Economic Research at the University of Munich (Alemanha) aponta piora na percepção sobre a economia da América Latina. Divulgada hoje (16), a pesquisa traz os resultados do Índice de Clima Econômico (ICE), que varia de 1 a 9 pontos. Com base em avaliações de economistas de vários países, o índice calculado para a região caiu para 4,8 pontos em julho, contra 5,2 pontos registrados em abril.

O ICE é composto por indicadores sobre a situação atual (Índice de Situação Atual -ISA) e a expectativa (Índice de Expectativa - IE) para a economia. Ambos registraram queda, ficando abaixo de 5 pontos, situação considerada desfavorável pelos pesquisadores. O ISA passou de 5,6 pontos, em abril, para 4,9 pontos, em julho. O IE caiu de 4,8 para 4,6 pontos no mesmo período.

Para Lia Valls, coordenadora de projetos do Centro de Economia Internacional do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV e responsável pela pesquisa, os dados da sondagem sinalizam para recessão. “Com os índices [sobre a situação atual e expectativa] piorando, não é que você vai ter uma recessão, mas a ideia é que está numa situação desfavorável sobre todos os aspectos”,explicou.

Os economistas apontam melhora no indicador do Paraguai, da Bolívia e do México. A maior alta coube aos paraguaios, de 3 para 5 pontos.Conseguiram avaliação positiva (acima de 5 pontos) do ICE: Bolívia, Brasil, Chile, Peru e Uruguai. Os países em condição negativa são Argentina, Colômbia, México e Venezuela (menor de 5 pontos). Equador e Paraguai ficaram na média, com nota 5. A queda do índice foi acentuada para a Colômbia, de 6,7 para 3,8.

“O Brasil está refletindo o que acontece com as outras economias. Na maioria delas, a avaliação da situação geral piorou e o índice de expectativas em poucos melhorou. No caso brasileiro, piorou, embora ainda esteja favorável”, disse a pesquisadora. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Cuiabá e VG comportam economicamente tantos shopping's?

Sim, porque atraem clientes.
Não e haverá risco de estagnação.
Poderá haver quebradeira no setor
Haverá público, mas não consumo.
Agregando atrativos (faculdade, hotéis) compensará.
Vamos ver daqui 3 anos.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114