Artigos

Dois + dois = cinco
Sidney Coldibelli
Acabar com o 'tanto faz'
Pedro Cardoso da Costa
Revolução no agronegócio: ILPF
José Luiz Tejon Megido
Um chamado para empoderar jovens
Ban Ki-moon
Hiroshima
Paiva Neto
» mais
Comentar           Imprimir
Política
Sexta, 27 de julho de 2012, 10h49

Dilma diz que Olimpíadas têm efeito pedagógico de atrair jovens para o esporte


 A presidenta Dilma Rousseff disse (26) que as Olimpíadas têm um efeito pedagógico de atrair os jovens para o esporte. Cautelosa, a presidenta não arriscou um palpite sobre o número de medalhas que serão conquistadas pelos brasileiros. Ela contou que vai assistir à cerimônia oficial de abertura dos dos Jogos Olímpicos, às 20h (16h em Brasília), em Londres, no Reino Unido, munida de um binóculo. Bem-humorada, ela explicou: “Não enxergo direito [devido à miopia]”.

“O desafio [do Brasil] é buscar o maior número o possível [de medalhas]”, disse a presidenta antes de almoçar com os atletas da delegação, no centro de treinamento onde está a equipe olímpica do Brasil. “O Brasil é muito bom nos esportes coletivos. Por isso, precisamos ampliar os esforços para aumentar a participação [também] nos esportes individuais.”
 
O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, arriscou um palpite que o Brasil conquistará 20 medalhas no quadro geral. Já o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) é mais pessimista fazendo uma previsão de 15 medalhas no total.
 
Para Dilma, as Olimpíadas servem também para estimular o interesse e o desejo dos jovens pelos esportes. “A promoção e a divulgação das Olimpíadas são importantes porque atraem os jovens para praticar esportes”, ressaltou a presidenta. “É uma forma de ampliar a presença do esporte nas faixas da população que garantirão medalhas no futuro.”
 
A previsão é que aproximadamente 10,5 mil atletas de 192 países e 13 territórios participem dos jogos. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) reuniu uma equipe de 259 atletas – 136 homens e 123 mulheres que disputarão 32 modalidades olímpicas.
A presidenta viajou há três dias para Londres acompanhada dos ministros Aldo Rebelo (Esporte), Helena Chagas (Comunicação Social), Antonio Patriota (Relações Exteriores), Gastão Vieira (Turismo), Aloizio Mercadante (Educação) e Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação), além do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Ela volta amanhã (28) para o Brasil.

Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O que representa, na sua opinião, a redução do período de campanha eleitoral?

Pouco tempo para conhecer propostas.
Falta divulgação antes das convenções
Candidatos com menos recursos serão prejudicados
Tempo suficiente para apresentação de propostas
Tanto faz
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114