Artigos

Por um Mundo Melhor
Kharina Nogueira
Triste traste
Fernando Parracho
Injustiças na aposentadoria
Ruy Martins Altenfelder Silva
Ares da Arena
Francisco Faiad
Julier e o sal de bário
Jorge Maciel
» mais
Comentar           Imprimir
Justiça/Segurança
Quinta, 23 de agosto de 2012, 09h16

Brigadas contra incêndios florestais operam em Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães


As atuações contra incêndios florestais e queimadas urbanas nos município de Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães estão com capacidade plena para o combate contra esse tipo crime, desde o início desta segunda quinzena de agosto, período que aumentou as queimadas na vegetação, devido à baixa umidade do ar.

Parceria firmada com os municípios de Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães e empresas privadas, permite ao Corpo de Bombeiros que seja criado um sistema de enfrentamento aos desastres ocasionados pelas queimadas que ocorrem na área urbana e entorno das cidades.

A formatação de brigada integrada funciona com o auxílio dos componentes, adequando consistência e otimização dos recursos. Intitulada de ‘Brigada do Pantanal’, o projeto consiste numa base estruturada para atendimento local e registro de informações correlatas, com envio para a Sala de Situação do Comando Regional I em Cuiabá, que é o centro das operações.

Cada prefeitura contratou sete brigadistas e possui três bombeiros a disposição, além de um caminhão pipa e uma caminhonete para a primeira resposta no combate. Os homens foram treinados e possuem o mínimo de equipamentos para a atuação na área rural.

Compete a Sala de Situação, as atividades de prevenção, levantamento dos focos de incêndios registrados por satélite, registro do atendimento da ocorrência, contendo informações sobre o proprietário do terreno, fotos, Geoprocessamento (GPS) e registro de Boletim de Ocorrência junto a delegacia.

As responsabilidades comuns aos parceiros são as de planejamento das atividades de implementação, acompanhamento, monitoramento e avaliação na execução das ações, adoção de medidas para manter e promover o equilíbrio ecológico e a melhoria da qualidade ambiental.

Segundo o comandante da Regional I, tenente-coronel Dércio Silva, “esse sistema segue os princípios da integração de recursos humanos e materiais, a fim de propiciar uma diminuição dos índices de focos de calor, a meta para este ano consiste na redução de 65% das queimadas nos dois municípios”, explica.

Brigada do Pantanal - O projeto de uma brigada integrada, funciona com auxílio mútuo e proporciona aos seus participantes, uma forte integração e otimização de recursos. O Corpo de Bombeiros capacita os integrantes disponibilizados, a prefeitura coordena a atuação em conjunto durante o período de queimadas e incêndios florestais. Isso leva ao poder público e a iniciativa privada, um maior entrosamento com as comunidades e órgãos, a fim de que, quando da ocorrência, possa minimizar os impactos ambientais.

Funcionários da prefeitura também poderão receber treinamento e, bombeiros, maior participação na brigada integrada, essa composição vai depender do nível de envolvimento de todos os parceiros integrantes, bem como, a quantidade de área queimada e necessidade de intervenção imediata.
 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Os trilhos do VLT no elevado da UFMT servem pra quê?

Enganar os gringos?
Achar que todos são idiotas?
Burrice do marketeiro?
Silval pirou o cabeção!
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114