» mais
Justiça/Segurança
Sexta, 07 de dezembro de 2012, 01h49

Acidente na BR 364 para rodovia: passageiros de ônibus e motoristas ficam revoltados



Automóveis e caminhões andam na contra-mão e no acostamento da rodovia,

Alberto Romeu
De Rondonópolis


A fila com cerca de 25 km de extensão no sentido Jaciara/Rondonópolis, formada por centenas de caminhões, instalou o caos na BR 364 com o acidente onde duas carretas pegaram fogo na tarde desta quinta-feira (6), por volta de 16 hs. Até por volta de 00:30 o trafego não havia sido liberado. A revolta é geral por parte de caminhoneiros e passageiros de ônibus. "Se o acidente foi a tarde, porque não avisaram para não virmos para a rodovia" - reclamava indignado um grupo de passageiros de ônibus que seguia de Cuiabá para Rondonópolis, já por volta de 23h00.

A reportagem do PlantãoNews - que seguia para Rondonópolis - conseguiu um desvio por uma estrada de terra em meio ao plantio de cana e constatou que o problema na rodovia. Antes, entre Cuiabá e Jaciara, o engarrafamento crescia e desde o restaurante Pensão Seca já havia centenas de caminhões em fila.

No local do acidente, cerca de 1 km adiante da empresa Móveis Gazzin, várias pessoas procuravam o policial rodoviário federal buscando informações quando a possibilidade de passagem de ônibus pelos desvios. O PRF Natale tentava fazer o possível já que, praticamente sozinho, tinha a missão de cuidar dos veículos queimados e "coordenar" o trânsito.

Atualização 23H35 - O motorista da carreta carregada de algodão que morreu no local foi identificado como Joel Pereira Brandão, enquanto que sua esposa ainda não há informações do nome. A informação é do policial rodoviário federal Natale que atende a ocorrência. O veículo pertence a Euclides Viana, que se desloca para o local.

O engarrafamento tomava não apenas a pista da rodovia no sentido Rondonópolis/Cuiabá, mas também no aconstamento do sentido contrário de quem seguia para Rondonópolis. Os postos de combustíveis e lanchonetes ao longo da BR 364 estavam tomadas por caminhoneiros. Mesmo em áreas fazias sem o plantio de lavoura vários caminhoneiros buscavam condição de parar. Muitos por volta de meia noite já dormiam em suas cabines.

No trajeto - na cidade de Juscimeira, um ônibus com destino a Lima, no Perú, aguardava seguir a viagem. Cerca de 40 passageiros estavam em uma lanchonete onde se alimentavam e usavam os sanitários. Os dois motoristas Juan Hinostroza e Xavier Lobos sabendo que a remoção dos caminhões da pista poderia demorar mais cerca de duas horas decidiam se recolhiam o veículo para um terreno vazio até a situação se acalmar. O passageiro Amarildo Dequados estava ansioso e buscavam informações. O ônibus havia saido de São Paulo. Tiveram mais sorte já que dezenas de ônibus estavam nas filas. Alguns motoristas, mais afoitos, avançavam na contra-mão .
O caos estava generalizado em toda a extensão da rodovia. Sem informações, motoristas de carretas se comunicavam por rádio amadores, mas a s informações não eram precisas. A reclamação era geral com a falta de informação.

Atualização 02:09 - O motorista do caminhão tanque, carregado com aproximadamente 30 mil litros de combustível foi identificado como Vilson Stach. ele não sofreu ferimentos, já que o caminhão carregado com algodão bateu na traseira do seu veículo. Com o impacto os dois pegaram fogo. O engarrafamento se complicou devido o trabalho de retirada de combustível de um dos tanques da carreta que não foi atingido pelas chamas. 

O sargento Antunes, do Corpo de Bombeiros de Jaciara, informou que os corpos do casal da carreta com algodão foram retirados carbonizados do local.

 


     Comentar           Imprimir

07/12/12, 12:16
victor hugo disse:

motorista chama Joelson Ferreira Brandão de 25 anos e a mulher esposa Daiane Ferreira de 22 anos. moradores de são Gabriel do Oeste - MS


Busca



Enquete

Se a eleição para prefeito de Cuiabá fosse hoje você votaria em Silval Barbosa?

Sim
Não
Talvez
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114