Cuiabá | MT 30/06/2022
Agro
Sexta, 06 de maio de 2022, 11h37

Marcos Montes, presidente da Junta Interamericana de Agricultura-JIA


Delgado, representante no Brasil e coordenador da região Sul, se reuniu com Marcos Montes. Um dos temas tratados foi fertilizantes. Ministro inicia hoje viagem a Marrocos, Egito e Jordânia, fornecedores do Brasil, para tratar do tema.

 

Ao assumir o cargo de ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no final de março, Marcos Montes tornou-se o novo presidente da Junta Interamericana de Agricultura (JIA), o fórum que reúne os ministros de agricultura da América Latina e do Caribe é a principal instância de governança do Instituto Interamericano de Cooperação (IICA). Em setembro do ano passado, a ex-ministra Tereza Cristina foi eleita pelo colegiado para presidir o grupo pelos próximos dois anos, função agora transmitida a Montes.

No fim da semana passada, o coordenador da Região Sul e representante IICA no Brasil, Gabriel Delgado, se reuniu com o ministro para falar da agenda de cooperação técnica entre o MAPA e o IICA. Um dos temas do encontro foi a produção e o comércio mundial de alimentos e principalmente de fertilizantes, insumo fundamental para a produção de alimentos, cuja estabilidade do mercado mundial tem sido afetada pelo conflito no Leste Europeu. O ministro inicia hoje viagem a Marrocos, Egito e Jordânia, fornecedores do Brasil, para tratar do tema.

Em sua última agenda como presidente da JIA, em março, a ex-ministra Tereza Cristina reuniu, na sede da Representação do IICA, em Brasília, as equipes técnicas do MAPA e do IICA para uma reunião hemisférica virtual de ministros de Agricultura com o objetivo de discutir a crise desencadeada pela Guerra entre Rússia e Ucrânia.

A produção de bioinsumos, no atual cenário de ameaça de distúrbio do mercado mundial de fertilizantes, tem ocupado os fóruns de discussão no hemisfério. Além de insumo para a produção de alimentos, os bioinsumos são alinhados na recuperação dos solos. No ano passado, o IICA lançou a iniciativa Solos Vivos das Américas, do qual o MAPA é signatário.

No dia 11 de abril, Delgado esteve abertura do seminário em comemoração ao Dia Nacional da Conservação do Solo, promovido pelo MAPA, com a presença do ministro Marcos Montes e do ministro da Ciência e Tecnologia, Paulo Alvim. O seminário abordou temas como: Políticas públicas do MAPA para o Desenvolvimento Rural Sustentável, a parceria Solos Vivos da América e os desafios para a integração entre Conservação de Solo e uso da água na propriedade.

O solo é um dos recursos naturais mais importantes da humanidade, a base para garantir a segurança alimentar e conservação da biodiversidade, além de grandes reservatórios de carbono. Hoje, ao redor do mundo, há grandes áreas com problemas de degradação do solo, principalmente pela adoção de sistemas de produção sem princípios conservacionistas. O Brasil lidera as políticas públicas estratégicas para fomentar uma rede sustentável de solos”, disse o ministro na abertura do seminário.

Médico Anestesista e Médico do Trabalho, formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Montes é natural de Sacramento (MG). O ministro foi prefeito de Uberaba (MG) por dois mandatos consecutivos, de 1997 a 2004. Ele também já foi secretário estadual de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais e secretário municipal de Turismo da Prefeitura de Uberaba e foi deputado federal por três mandatos seguidos, de 2007 a 2018.

Parcerias - Atualmente, a representação do IICA no Brasil possui sete acordos de cooperação técnica com o MAPA. No mês passado, o IICA assinou carta-convênio com o Serviço Florestal Brasileiro e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Programa de Investimento Florestal (FIP), no valor de U$9,7milhões, com prazo de execução de quatro anos, para produzir informações para coletar, organizar e tornar disponível informações florestais de quatro biomas: Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.

As parcerias do IICA com o MAPA cobrem temas que variam da consolidação da estratégia de apoio ao desenvolvimento sustentável nos territórios rurais, passando pelo fortalecimento da governança fundiária e modernização estratégica do MAPA para aperfeiçoar políticas públicas de desenvolvimento sustentável e segurança alimentar à defesa agropecuária. “Temos um longo e rico histórico de parcerias com MAPA. A visita foi feita para nos conhecermos melhor e para que eu pudesse colocar o IICA à disposição do Ministério. A conjuntura nos mostra que há muitos campos em que MAPA e IICA podem cooperar para o desenvolvimento da agricultura brasileira e bem-estar rural”, disse Delgado.

Febre Suína Africana - Sobre defesa agropecuária, a peste suína africana tem exigido cuidados. Foram identificados focos da doença na República Dominicana e no Haiti. No fim do ano passado, o MAPA enviou US$ 500 mil para esses países, de recursos são do Programa de Parceria com para a Promoção da Cooperação técnica Sul-Sul Trilateral. Na última reunião da JIA, em setembro do ano passado, os ministros da Agricultura assinaram a Resolução 535 – Compromisso Ministerial de Apoiar a Luta contra a Peste Suína Africana.

O IICA é um dos representantes das Américas no Fórum Global GF - TADS – que coordena ações sobre doenças transfronteiriças – da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). No âmbito do Fórum Global e do Comitê Veterinário Permanente do Mercosul ampliado (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai mais Chile e Bolívia), o IICA contribui com atualização e capacitações.

Outra preocupação da região é com relação à inocuidade dos alimentos. A TR4, doença transmitida pelo fungo fusarium, coloca em risco a produção mundial de banana. Uma nova raça do fungo foi identificada em 2019 e é considerada mais devastadora que as anteriores, pois infecta as plantas pelas raízes. Para combater o espalhamento do fungo, foi constituída a Parceria Global de Cooperação na Luta contra o Fusarium TR4 com várias instituições, empresas e especialistas internacionais, tendo o IICA como secretaria.

Outros fóruns de coordenação regional são os de combate a gafanhotos e para a redução à resistência antimicrobiana. Brasil, Argentina e Uruguai estão se coordenando para a criação de um sistema Regional de Alerta para gafanhotos e o IICA coordena a implementação de Planos Nacionais de Resistência Antimicrobina, no âmbito da agenda de estímulo ao uso racional de antibióticos na agropecuária.

 

Sobre o IICA

É o organismo internacional especializado em agricultura do Sistema Interamericano. Sua missão é estimular, promover e apoiar os esforços de seus 34 Estados-membros para alcançar o desenvolvimento agrícola e o bem-estar rural, por meio da cooperação técnica internacional de excelência.




Busca



Enquete

Mesmo com a pandemia voc acha que o setor de sade pblica...

Melhorou muito
No melhorou nada
Est excelente
No sei opinar
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plant�o News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114