Artigos

O agronegócio dá samba
Ciro Antonio Rosolem
Itsiwaihu, Maldonado...
Flávio Ferreira
61ª - A sentença daquilo que se plantô
Alessandra Rosa Da Silva Carvalho
Cassinos, impostos, família...
Alberto Romeu Pereira
Vinte e dois, querido?
Marcos Bidoia
» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quarta, 25 de julho de 2012, 15h23

Indústrias elevam preços de compra do arroz, mas liquidez é baixa


Produtores de arroz consultados pelo Cepea reduziram ainda mais as vendas do casca na semana passada, após anúncio do governo federal sobre a prorrogação das parcelas de custeio para o final de 2012. A maior parte dos negócios foi de arroz em depósito nos armazéns das beneficiadoras nas regiões gaúchas da Campanha e Depressão Central.

Assim, algumas indústrias aceitaram pagar preços maiores que os praticados na segunda semana de julho. Houve, ainda, casos de indústrias que mantiveram os preços devido à inexistência de lotes para negociar e de empresas que não abriram valores de compra. De maneira geral, apesar da baixa oferta da matéria-prima, beneficiadoras afirmam que têm conseguido atender as vendas de beneficiado porque os pedidos do setor atacadista/varejista estão em ritmo lento.

Entre 16 e 23 de julho, o Indicador do Arroz em Casca ESALQ/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa (Rio Grande do Sul, 58 grãos inteiros) registrou ligeiro aumento de 0,55%, fechando a R$ 29,43/sc na segunda-feira, 23. Na parcial de julho (até dia 23), o Indicador subiu 2%.

Fonte: Assessoria de Imprensa Cepea 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Cuiabá e VG comportam economicamente tantos shopping's?

Sim, porque atraem clientes.
Não e haverá risco de estagnação.
Poderá haver quebradeira no setor
Haverá público, mas não consumo.
Agregando atrativos (faculdade, hotéis) compensará.
Vamos ver daqui 3 anos.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114