Artigos

Réquiem a Paulo Leite
Kleber Lima
Por um Mundo Melhor
Kharina Nogueira
Triste traste
Fernando Parracho
Injustiças na aposentadoria
Ruy Martins Altenfelder Silva
Ares da Arena
Francisco Faiad
» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quarta, 25 de julho de 2012, 17h26

Em MS, produtores de soja estão otimistas com altos valores do grão


Os produtores de soja de Mato Grosso do Sul vivem um bom momento com os altos preços do grão no estado. Nesta terça-feira (24), a saca de 60 quilos está cotada a R$ 76,50 em São Gabriel do Oeste e Maracaju e chega a R$ 77 em Ponta Porã e Campo Grande.

"Nunca se viu preços tão altos quanto esses praticados no mercado", afirmou ao Agrodebate o presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja-MS), Almir Dalpasquale.

No porto de Paranaguá (PR), a saca de 60 quilos chegou a R$ 85 na última semana. Na Bolsa de Chicago, a oleaginosa atingiu o valor de US$ 17,57 por bushel (equivalente a 27,2 quilos).

Especialistas afirmam que a quebra na safra nos Estados Unidos, que é o maior produtor de soja do mundo, impactou na valorização do produto no mercado. Relatórios do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA - sigla em Inglês) apontam que a forte seca que atingiu as lavouras do país norte-americano devem fazer com que os produtores colham 4,5 milhões de toneladas do grão a menos.

Dal Pasquale afirma que os altos preços do grão refletem em um otimismo do setor para a safra 2012/2013, que começa a ser plantada em Mato Grosso do Sul na segunda quinzena de setembro. "Os investimentos da próxima safra já foram feitos, mas certamente os produtores mais capitalizados estão buscando a ampliação de áreas por conta do bom momento da soja no mercado", explicou o presidente da Aprosoja.

Incremento

O Plano Agrícola e Pecuário para a safra 2012/2013, divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no final do mês de junho, prevê recursos na ordem de R$ 115 bilhões para a agricultura empresarial.

Desse montante, R$ 86,9 bilhões são para financiar o custeio e a comercialização e R$ 28,2 bilhões para os programas de investimentos. Se comparado ao plano da safra anterior, o incremento nos recursos foi de 7,5%.

Vazio Sanitário

Em Mato Grosso do Sul, os produtores de soja estão liberados para o plantio do grão a partir do dia 15 de setembro. O fim do vazio sanitário foi antecipado pelo Governo do Estado. O objetivo é ajustar o calendário seguido pelos estados vizinhos de Mato Grosso, Paraná e São Paulo.

A alteração do prazo foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 12 de julho. O novo texto estabelece o vazio sanitário no período de 15 de junho a 15 de setembro, quando fica proibido o cultivo da soja para a prevenção da praga conhecida como Ferrugem Asiática.

Fonte: Agrodebate 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Os trilhos do VLT no elevado da UFMT servem pra quê?

Enganar os gringos?
Achar que todos são idiotas?
Burrice do marketeiro?
Silval pirou o cabeção!
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114