Artigos

Políticos e redes sociais
Margareth Botelho
Ações que se completam
Carlos Brito
Resiliência
Gabriel Novis Neves
Parabéns meus homens
Marcos Bidoia
SEMA! Descentralizar para preservar II!
Romildo Gonçalves
» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quarta, 25 de julho de 2012, 21h13

Sojicultores planejam a safra 2012/2013


Sem muitas lamentações, a movimentação na Copagra começa a criar corpo e os primeiros negócios para a safra 2012/2013 de soja estão aparecendo. De acordo com Carlos Ferrari, técnico em agropecuária da Copagra, a movimentação dos produtores é em busca de elaboração de projetos para custeio e reserva de insumos. Para ele, a frustração da última safra não terá interferência na decisão na hora de plantar soja. “A área destinada à cultura será a mesma do ano passado”, frisa.

Boa expectativa - O agricultor Jaime Pedersoli, de Santa Cruz do Monte Castelo, é um deles. Ele já elaborou o projeto de custeio, reservou insumos na Unidade da Cooperativa, instalada em Querência do Norte, e aguarda apenas o término do período do vazio sanitário para efetuar o plantio de soja em 700 hectares. As terras estão ocupadas com o milho safrinha. “Espero uma grande produtividade de soja este ano”, afirma Pedersoli.

Regras - Com início do plantio indicado tecnicamente após o dia 20 de outubro existem algumas regras que devem ser adotadas pelos sojicultores. De acordo com Ferrari, uma medida simples, mas muito importante a se fazer um plantio escalonado e com ciclos diferenciados no desenvolvimento da planta. Pela indicação o ideal é plantar 60% das lavouras num primeiro momento com ciclo curto e 40% utilizando ciclo médio ou longo. Os agricultores de Querência do Norte e região devem plantar acima de 5.100 hectares com soja este ano.

Clima deve favorecer plantio - Depois de ter sido o ator principal da forte quebra na safra de grãos, o clima deverá voltar à cena com surpresas para a agricultura brasileira. O fenômeno climático que trouxer a catastrófica estiagem do verão (La Niña) está perdendo espaço para o fenômeno oposto (El Niño), que será responsável por antecipar em quase em um mês a estação de chuvas. Se confirmadas, as precipitações fora de época trarão problemas para o corte da cana e a colheita do café, mas benefícios para o plantio de soja.Para tanto é preciso que ocorra no tempo certo para não aumentar o risco climático do milho na segunda safra. Até lá, no curtíssimo prazo, as culturas em fase de colheita terão algum alento, pois até agosto, a previsão é de clima seco.

Fonte: Copagra 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Quantos prefeitos-em chefe existem em Primavera do Leste?

Dois
Três
Cinco
É intriga dos adversários
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114