Artigos

Resiliência
Gabriel Novis Neves
Parabéns meus homens
Marcos Bidoia
SEMA! Descentralizar para preservar II!
Romildo Gonçalves
Parabéns, advogado(a) candidato(a)!
Leonardo Pio da Silva Campos
Falando de vitórias, ou ...
Marcos Bidoia
» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quarta, 25 de julho de 2012, 21h13

Sojicultores planejam a safra 2012/2013


Sem muitas lamentações, a movimentação na Copagra começa a criar corpo e os primeiros negócios para a safra 2012/2013 de soja estão aparecendo. De acordo com Carlos Ferrari, técnico em agropecuária da Copagra, a movimentação dos produtores é em busca de elaboração de projetos para custeio e reserva de insumos. Para ele, a frustração da última safra não terá interferência na decisão na hora de plantar soja. “A área destinada à cultura será a mesma do ano passado”, frisa.

Boa expectativa - O agricultor Jaime Pedersoli, de Santa Cruz do Monte Castelo, é um deles. Ele já elaborou o projeto de custeio, reservou insumos na Unidade da Cooperativa, instalada em Querência do Norte, e aguarda apenas o término do período do vazio sanitário para efetuar o plantio de soja em 700 hectares. As terras estão ocupadas com o milho safrinha. “Espero uma grande produtividade de soja este ano”, afirma Pedersoli.

Regras - Com início do plantio indicado tecnicamente após o dia 20 de outubro existem algumas regras que devem ser adotadas pelos sojicultores. De acordo com Ferrari, uma medida simples, mas muito importante a se fazer um plantio escalonado e com ciclos diferenciados no desenvolvimento da planta. Pela indicação o ideal é plantar 60% das lavouras num primeiro momento com ciclo curto e 40% utilizando ciclo médio ou longo. Os agricultores de Querência do Norte e região devem plantar acima de 5.100 hectares com soja este ano.

Clima deve favorecer plantio - Depois de ter sido o ator principal da forte quebra na safra de grãos, o clima deverá voltar à cena com surpresas para a agricultura brasileira. O fenômeno climático que trouxer a catastrófica estiagem do verão (La Niña) está perdendo espaço para o fenômeno oposto (El Niño), que será responsável por antecipar em quase em um mês a estação de chuvas. Se confirmadas, as precipitações fora de época trarão problemas para o corte da cana e a colheita do café, mas benefícios para o plantio de soja.Para tanto é preciso que ocorra no tempo certo para não aumentar o risco climático do milho na segunda safra. Até lá, no curtíssimo prazo, as culturas em fase de colheita terão algum alento, pois até agosto, a previsão é de clima seco.

Fonte: Copagra 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Quantos prefeitos-em chefe existem em Primavera do Leste?

Dois
Três
Cinco
É intriga dos adversários
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114