Artigos

Réquiem a Paulo Leite
Kleber Lima
Por um Mundo Melhor
Kharina Nogueira
Triste traste
Fernando Parracho
Injustiças na aposentadoria
Ruy Martins Altenfelder Silva
Ares da Arena
Francisco Faiad
» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Sábado, 16 de junho de 2012, 10h03

Projeto do Centro de Eventos de Tangará é adotado pelo Estado como modelo


O projeto do Centro de Eventos desenvolvido pelo município de Tangará da Serra será modelo para as seis unidades que serão construídas pelo governo em Mato Grosso. O projeto foi desenvolvido pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan) em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo (Setur).

O governo oficializou a adoção do projeto de Tangará como modelo no início deste mês, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur). A primeira unidade a ser construída será justamente a de Tangará da Serra, cujas obras, orçadas em R$ 7 milhões, serão licitadas e executadas integralmente pelo governo. O edital do certame licitatório já está em elaboração e já poderá ser publicado nas próximas semanas.

Serão, ao todo, seis centros de eventos a serem construídos. Os outros cinco municípios contemplados são Barra do Garças, Chapada dos Guimarães, Primavera do Leste, Rondonópolis e Várzea Grande.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Guilherme Schenkel, o município já providencia, através da Setur e com apoio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmea), o licenciamento da área disponibilizada pelo município, localizada ao lado do Parque de Exposições. “Nossa expectativa é de que a ordem de serviço seja assinada ainda este ano”, disse Schenkel.

COMPLEXO – O Centro de Eventos de Tangará da Serra terá 3.727 m² de área edificada, com capacidade para comportar até oito eventos simultâneos, ilhas de WC, cozinha, varanda de serviços, depósitos, dependência administrativa, área para carga e descarga e espaço para câmara fria. Haverá também uma área externa de 9.000 metros quadrados para eventos como o Carnaval e outros de grande porte. O estacionamento contará com cerca de 450 vagas.

Guilherme Schenkel esclarece que a tendência é que o complexo seja administrado por um convention bureau, espécie de autarquia formada por representantes do trade turístico e do poder público, que também seria responsável pela captação de eventos. “A idéia é que Tangará da Serra passe a ter eventos semanais e em todos os finais de semana”, considerou.

Schenkel destacou, ainda, que a estrutura do Centro de Eventos representará uma movimentação extra para o município, resultando em aquecimento dos setores de turismo e serviços, além dos reflexos no comércio local. A localização privilegiada proporcionará facilidade de manobras e de acesso para quem vem da região de Campo Novo do Parecis e Sapezal (MT-358), de Diamantino (MT-480), e também de Cuiabá, pelo anel viário. “Teremos um amplo espaço, sofisticado, bem localizado, sem problemas com som e com opções de deslocamento rápido”, concluiu o titular da Setur.  


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Os trilhos do VLT no elevado da UFMT servem pra quê?

Enganar os gringos?
Achar que todos são idiotas?
Burrice do marketeiro?
Silval pirou o cabeção!
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114