Artigos

Dois + dois = cinco
Sidney Coldibelli
Acabar com o 'tanto faz'
Pedro Cardoso da Costa
Revolução no agronegócio: ILPF
José Luiz Tejon Megido
Um chamado para empoderar jovens
Ban Ki-moon
Hiroshima
Paiva Neto
» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Sexta, 17 de agosto de 2012, 09h27

Relator do mensalão conclui que João Paulo Cunha cometeu lavagem de dinheiro


O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) foi considerado culpado do crime de lavagem de dinheiro pelo relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa. O ministro prossegue a leitura de seu voto após intervalo na sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) de ontem (16).

Segundo Barbosa, o parlamentar deve ser condenado por esse crime, que tem pena de três a dez anos de prisão, por ter dissimulado a origem e o recebimento de R$ 50 mil do esquema montado pelo publicitário Marcos Valério. A quantia foi sacada em uma agência do Banco Rural pela esposa de João Paulo.

“Está demonstrado que o réu, dolosamente, utilizou sofisticado crime de lavagem de dinheiro, pelas contas bancárias de Marcos Valério, para receber R$ 50 mil. Tudo permaneceu na mais absoluta clandestinidade até as investigações virem à tona”, disse Barbosa.

De acordo com o relator, o dinheiro sacado pela esposa de João Paulo foi disponibilizado pela SMP&B em Minas Gerais. Barbosa explicou ainda que, embora a quantia tenha sido retirada pela mulher do parlamentar, ficou registrado, no banco, que foi a própria SMP&B que fez o saque para pagar um fornecedor, ocultando o destino do dinheiro.

“Tudo foi mantido em sigilo pelo Banco Rural. Assim, logrou-se impedir a localização da origem e propriedade do dinheiro, até que diligência de busca e apreensão levasse aos documentos”, disse Barbosa. O relator alegou que os réus tinham tanta certeza que o crime não seria identificado que João Paulo Cunha disse, inicialmente, que sua esposa foi ao Banco Rural pagar uma fatura de televisão a cabo. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O que representa, na sua opinião, a redução do período de campanha eleitoral?

Pouco tempo para conhecer propostas.
Falta divulgação antes das convenções
Candidatos com menos recursos serão prejudicados
Tempo suficiente para apresentação de propostas
Tanto faz
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114