Artigos

Por um Mundo Melhor
Kharina Nogueira
Triste traste
Fernando Parracho
Injustiças na aposentadoria
Ruy Martins Altenfelder Silva
Ares da Arena
Francisco Faiad
Julier e o sal de bário
Jorge Maciel
» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Segunda, 30 de julho de 2012, 20h18

Bioenergy vai promover primeiro leilão de energia solar no mercado livre do Brasil


Empresa pretende comercializar entre 500 kW e 1 MW, aproveitando os 80% de desconto nas tarifas de transmissão e distribuição

 

A Bioenergy, uma das empresas pioneiras em energia limpa no Brasil, vai promover no dia 7 de agosto deste ano o primeiro leilão de energia solar no ambiente do mercado livre. O objetivo da empresa é comercializar entre 1 e 3 megawatt médios (MWm) dessa fonte, aproveitando o benefício de 80% nas Tarifas de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) e nas Tarifas de Uso do Sistema de Transmissão (TUST). Três produtos dessa matriz serão levados à leilão na forma de contratos de dez ou de cinco anos.

 

Em seu portfólio, a Bioenergy conta com projetos de energia solar que somam 300 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade com 600 mil residências. A empresa, ao realizar esse leilão, mostra novamente seu pioneirismo, pois foi a primeira geradora a realizar um certame de energia eólica no mercado livre em 2009. “Nesse caso, inclusive, já estamos entregando a potência comprometida, com a inauguração, em dezembro de 2011 do parque Miassaba 2, no Rio Grande do Norte”, informa Sérgio Marques, presidente da Bioenergy.

 

A data de 7 de agosto deste ano vai marcar também a realização do terceiro leilão de energia eólica no mercado livre promovido pela Bioenergy. Ao todo, serão comercializados seis tipos de produtos para o setor de comercialização.

 

Além dos três de fonte solar, já relatados acima, a matriz dos ventos terá um produto que aproveita 50% de desconto na TUSD/TUST, com contratos de um e dois anos (2014 e 2015) e de dez anos com um índice fixo de reajuste, outra novidade no mercado de energia.

 

Sobre a Bioenergy

 

A empresa conta com dois parques eólicos em operação: Miassaba 2 e Aratuá 1, ambos no Rio Grande do Norte, que somam 28,8 MW de potência instalada. No portfólio, a Bioenergy possui 180 MW já contratados nos leilões do ambiente regulado (LER 2009, LFA 2010, LER 2011, A-5 2011), 90 MW contratados junto ao mercado livre e 180 MW em fase avançada de contratação. A empresa já comercializou ao longo dos seus 10 anos de existência mais de 600 MW de potência instalada de energia eólica, seja no ambiente de comercialização regulada ou no ambiente de comercialização livre.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Os trilhos do VLT no elevado da UFMT servem pra quê?

Enganar os gringos?
Achar que todos são idiotas?
Burrice do marketeiro?
Silval pirou o cabeção!
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114