Artigos

A Boirina e o acervo
Alessandra Rosa Da Silva Carvalho
Moradias abandonadas, população desrespeitada
Carlos Brito
Luto por Eduardo e Robin
Margareth Botelho
Carpe diem
Gustavo de Oliveira
Não vamos desistir do Brasil
Mauro Mendes
» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Terça, 31 de julho de 2012, 15h36

Brasileiros se destacam na Olimpíada Internacional de Biologia


O Brasil conquistou uma medalha de bronze e obteve uma menção honrosa na 23ª Olimpíada Internacional de Biologia (IBO, sigla em inglês) realizada em Singapura. A competição contou com a participação de quase 60 países. O país foi representado pelos alunos Anderson de Sousa Jorge, Luís Arthur Brasil Gadelha Farias, Tiago Lubiana e Andressa Gomes Sales, bem como pelos professores Rubens Oda (ANBio) e José Carlos Pelielo de Mattos (CAP-UERJ).

O aluno Tiago Lubiana foi premiado com a medalha de bronze e a aluna Andressa Gomes Sales, do Ceará, alcançou a menção honrosa. Tiago é o primeiro carioca a conseguir medalha na IBO, antes alcançada por alunos do Ceará, do Espírito Santo e de São Paulo. O Brasil participa da IBO desde 2005 e conquistou sua 6ª medalha de bronze. No ano que vem, o evento acontecerá em Berna, capital da Suíça.

A conquista do bronze surpreendeu Tiago, que pretende estudar muito para participar novamente. Para o carioca, o contato com culturas diferentes valeu cada segundo de dedicação: “As amizades que construí com os alunos e professores da delegação brasileira e com as pessoas dos mais variados países, unidos por um interesse em comum, vale mais do que qualquer medalha”.

A falta de familiaridade com as atividades de laboratório nas escolas e o curto espaço de tempo para a realização das provas foram os maiores obstáculos encontrados pelos alunos brasileiros durante a IBO: “Apesar das dificuldades, participar de uma olimpíada internacional de conhecimento foi uma experiência única”, disse Andressa.

Treinamento no Rio

Antes de viajarem para Singapura, os jovens participaram de palestras e conheceram os laboratórios da UERJ, UniRio e do Instituto ORT, no Rio de Janeiro. Organizado pela Associação Nacional de Biossegurança (ANBio), o treinamento da equipe olímpica contou com aulas práticas de Bioquímica, Biotecnologia, Microscopia, Ecologia, Genética, histologia vegetal e dissecção de vertebrados e invertebrados.

Para Rubens Oda, coordenador nacional da Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB), a competição internacional aproxima o Brasil do nível curricular dos países de ponta nessa ciência.

- A competição aproxima a universidade do ensino médio, contribuindo para a divulgação de novas descobertas, para a inclusão social e para a aprendizagem científica – diz Oda.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Se a eleição para prefeito de Cuiabá fosse hoje você votaria em Silval Barbosa?

Sim
Não
Talvez
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114