Cuiabá | MT 18/01/2022
Educação
Sexta, 03 de dezembro de 2021, 12h58

Biblioteca comunitária do Parque Geórgia será reinaugurada neste sábado


.

Além da obra de recuperação, o projeto incluiu a produção de um documentário sobre a história do espaço; evento será das 9h às 18h

Com quase 20 anos de existência, a Biblioteca Comunitária do Parque Geórgia, em Cuiabá, foi revitalizada pela primeira vez com recursos do edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

O novo espaço será reinaugurado neste sábado (04.12), em um evento para a comunidade, que contará com rodas de conversas e atrações culturais. Além da obra de recuperação, o projeto incluiu a produção de um documentário sobre a história do espaço, que será exibido na reinauguração.

A biblioteca conta com acervo de mais de dois mil livros, entre obras de artistas mato-grossenses, títulos infantojuvenis e de Direito. A revitalização é uma antiga demanda da comunidade, já que o espaço é um dos únicos na região do Coxipó destinado à leitura e convivência. Criada pelos próprios moradores, o equipamento funciona como um espaço cultural e educativo.

A proponente do projeto, Andressa Mendes, explica que havia uma necessidade urgente de revitalizar o espaço, que estava sofrendo com problemas de alagamento, infiltração, danos elétricos, telhado quebrado e outros desgastes na infraestrutura, que provocaram perda de boa parte do acervo.


Divulgação

“As bibliotecas comunitárias têm uma importância inquestionável para inclusão social, com a formação de leitores, espaço de estudo independente, criação de pertencimento social. A biblioteca do Parque Geórgia faz parte da história de Cuiabá, e a manutenção do local é a garantia de memória e continuidade da luta pelo acesso a bens culturais. O espaço é um exemplo de iniciativa pioneira, que se mantém mesmo contra todas as adversidades. Por isso, a revitalização incluiu um documentário e 20 oficinas com temas de interesse da comunidade”, destaca a proponente do projeto, Andressa Mendes.

Em relação ao filme, será um resgate histórico do espaço e das pessoas que fazem da biblioteca um organismo vivo, que desperta o sentimento de coletividade e identidade entre os moradores da região. “O documentário vai contar desde quem foi a primeira pessoa a montar o espaço, até moradores que frequentavam a biblioteca quando eram crianças e hoje ajudam a cuidar de lá”, explica Andressa. O produto audiovisual foi filmado por Sérvulo Del Castilo e Maurício Pinto. 




Busca



Enquete

Mesmo com a pandemia você acha que o setor de saúde pública...

Melhorou muito
Não melhorou nada
Está excelente
Não sei opinar
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114