» mais
Né !

Mais verba no caixa

Sexta, 13 de janeiro de 2017

O Ministério das Cidades liberou para Mato Grosso R$ 796.517,37 referente a mais uma parcela do convênio 646534, do montante de R$ 19.009.961,07 para investimentos em pavimentação e drenagem.

A liberação ocorreu em 29 de dezembro de 2016 e ao que consta será aplicado em Cuiabá.

Destrava, mas sem data?

Terça, 10 de janeiro de 2017

Em anúncio feito ontem o secretário de Cidades Wilson Santos se reúne hoje terça-feira (10.01), às 7h30, com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, na Prefeitura da capital, para compartilhar informações sobre a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) no trecho de Cuiabá.

Wilson esteve na segunda-feira (09.01) com a prefeita de
Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, tratando do trecho do modal naquela cidade.

A iniciativa dos encontros foi do Governo do Estado
, após uma série de reuniões com o Consórcio VLT, responsável pela execução das obras em Cuiabá e Várzea Grande.

“Vamos apresentar uma atualização sobre a negociação com o Consórcio, tirar dúvidas, ouvir sugestões e estabelecer um pacto de prioridades para as obras”, disse Wilson Santos.

No mês de dezembro, após assumir o comando da Secid, o secretário Wilson Santos informou que o Governo de Mato Grosso iria intensificar a negociação com o Consórcio VLT e que o maior impasse era quanto ao custo das obras. Em documento oficial encaminhado ao Estado, o consórcio construtor pediu R$ 1,2 bilhão para terminar o modal. Enquanto isso, a consultoria independente feita pela empresa KPMG, com autorização da Justiça Federal, concluiu que o valor para finalizar as obras seria de R$ 602 milhões.

Até o momento, o Governo de Mato Grosso (gestão do ex-governador Silval Barbosa) já repassou R$ 1,066 bilhão ao Consórcio VLT Cuiabá. O valor contratado para a conclusão da obra pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC) foi de R$ 1,477 bilhão.

O titular da Secretaria de Estado das Cidades disse que vai destravar as obras do VLT, mas destacou que ainda não há uma data para o reinício dos trabalhos e finalização do novo modal de transportes da capital e Várzea Grande.

Segundo o secretário, para que isso ocorra é necessário que haja uma decisão judicial que dê respaldo à retomada das obras, visto que o VLT foi judicializado em quatro oportunidades.

Cantada de Emanuel; Toninho refuta

Terça, 27 de dezembro de 2016

O prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) pediu que o vereador Toninho de Souza (PSD) votasse favorável ao aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano do município na sessão que acontece hoje na Câmara Municipal. 

O 'ato' aconteceu durante almoço promovido por Emanuel na semana passada. Segundo Toninho o pedido foi expresso até mesmo a vereadores que não foram reeleitos - ou que não se recandidataram. 

Toninho de Souza disse que não participou do almoço - apesar de ter sido convidado. E que é contra um aumento de imposto neste momento que estamos vivendo a pior crise dos últimos anos. O próprio comércio sentiu o reflexo disso nas vendas. A Prefeitura devia ter sensibilidade nesse momento e segurar o aumento”, completou.

Os vereadores de Cuiabá devem votar, nesta terça-feira
, a Revisão da Planta Genérica do Município, num percentual que pode chegar a 35%.

Com informações do MidiaNews
 

Apoio a Taques

Terça, 27 de dezembro de 2016

 

.

Lucimar e os detalhes

Quarta, 21 de dezembro de 2016

Lucimar Campos, prefeita de Várzea Grande.


Filha do respeitado empresário sírio Zeide Sacre, a prefeita (reeleita) Lucimar
Sacre de Campos, de Várzea Grande, tem dado trabalho para sua equipe de administração.

Mãe, avó e empresária, a mulher do ex-senador (ex-governador, ex-prefeito) Jaime Campos cobra detalhes na hora de pagar contas da administração.

Na segunda-feira (19) um secretário deixou uma reunião e foi chamado no gabinete pois a prefeita queria detalhe de um empenho para pagamento.

Voltando à sala, pra se desculpar diante dos visitantes, o secretário se justificou: "a prefeita pediu explicações detalhadas de um empenho, para poder liberar o pagamento. E isso é uma rotina aqui".

1 - 2 - 3 - 4 - 5

Busca



Enquete

O que esperar do governo Pedro Taques em 2017

Vai sobreviver
Não vai sobreviver
Retomará a condução política
Segue o mandato indiferente
Não é problema meu
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114