» mais
Né !

Autoridade

Segunda, 09 de junho de 2008

Uma por dia: Acredito firmemente que a única coisa a temer é o próprio medo. (autor desconhecido)

Na mídia
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso volta à nota com notícias negativas e no olho do furacão está mais uma vez o atual presidente Paulo Lessa.

Global
Hoje pela manhã, no telejornal Bom Dia MT, a TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso, veiculou uma reportagem que denuncia o desvio de recursos públicos do Tribunal de Justiça para beneficiar magistrados e a Maçonaria.

Furo
A denúncia, que havia sido publicada com exclusividade pelo site www.olhardireto.com.br, há cerca de um mês, abalou as estruturas e movimentou os bastidores da instituição.

Mágica
Na matéria, o corregedor Orlando Perri disse que a “descoberta ocorreu por acaso”, quando uma juíza ficou sabendo, através de uma colega, que teria recebido R$ 400 mil em créditos. “Realmente havia sido pago a ela a importância de quase R$ 400 mil. E ela relatou uma situação em que foram depositados R$ 165 mil em sua conta, mas que o valor tinha sido estornado, sem o seu conhecimento, para os cofres do TJ”, afirmou Perri.

Mão única
Segundo ele, quando foi solicitada a certidão do departamento financeiro do TJ, sobre o estorno, “tomamos ciência de que esse dinheiro jamais entrou nos cofres do Tribunal de Justiça.”

Descoberta
“Quebramos os sigilos dos implicados e descobrimos que o dinheiro foi parar na conta corrente da ordem maçônica presidida pelo desembargador José Ferreira Leite (presidente do TJ à época)”, afirmou Perri.

Iris
Na entrevista, o corregedor afirma que os gestores “pagavam os créditos de acordo com os olhos do cliente, inclusive com correção monetária”. Segundo a reportagem, quase R$ 1,5 milhão foi depositado na cooperativa de crédito Sicoob, fechada pelo Banco Central em 2004. “Cada magistrado terá que devolver centavo a centavo aos cofres”, afirmou Perri.

Lisura
Ouvido pela TVCA, o desembargador José Ferreira Leite afirmou “que todos os atos de sua administração foram aprovados pelo Tribunal de Contas”.

Nada, nada
Um dos juízes acusados, Marcelo de Souza Barros, desmereceu a denúncia. “Nunca houve qualquer vinculação de pagamento de crédito para emprestar dinheiro à Maçonaria. Isso nunca existiu. É fantasia do relatório”.

Autoridade
Outro juiz acusado, Antônio Horácio da Silva Neto, afirmou que Orlando Perri não tem autoridade para investigar, pois cometeu fraude para ingressar na carreira de juiz, adulterando sua idade de 24 para 25 anos, à época do concurso público. Perri, que foi denunciado ao Superior Tribunal de Justiça negou a adulteração. E disse que contratou seguranças particulares para cuidar de sua integridade física. (com site www.olhardireto.com.br)

Vergonha

Sexta, 06 de junho de 2008

Uma por dia: O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.
(Fernando Pessoa)

Bancos
Um total de 136 agências bancárias foram multadas pelo Procon em Cuiabá e Várzea Grande neste ano por descumprimento à Lei das Filas.

Multas
Ao que consta os bancos estão preferindo pagar as multas a atender a Lei que estabelece limites para atendimento de clientes nas filas das agências.

Dura Lex
Medidas mais rígidas devem ser tomadas pelas entidades de Defesa do Consumidor.

Vergonha
É um abandono só o pátio do Fórum de Várzea Grande. Tomado por diversos veículos apreendidos, o local é um verdadeiro criadouro de animais peçonhentos.

Insegurança
Não bastasse a imagem negativa do ambiente, à noite o risco é iminente para as pessoas que passam pelas proximidades.

Livre
Não há iluminação, segurança ou cerca que impença o livre trânsito de pessoas ao acesso dos veículos.

Roubo
Ao que se sabe, recentemente um toca-cd foi roubado de um dos veículos que estava apreendido.

Moção

Quinta, 05 de junho de 2008

Uma por dia: Ás vezes o grave problema é apenas uma saída estratégica de um mal maior futuro.

Idosos
O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) apresentou Moção de Congratulações ao diretor do Curso de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Domingos Tabajara de Oliveira Martins e demais responsáveis, justificando desempenho do Curso de Medicina no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENAD).

Finalmente
O prefeito Murilo Domingos, de Várzea Grande, anunciou hoje que o município vai disponibilizar nos próximos dias de uma unidade do Instituto Médico Legal (IML), no município.

Nem todo
A secretaria Municipal de Saúde já está disponibilizando dos equipamentos necessários e em princípio terá atendimento exclusivo para a realização de exame de corpo de delito, o que já é considerado um grande avanço à população várzea-grandense.

Mulheres
Segundo o delegado Regional de Várzea Grande, Pedro Frederico Antunes, muitos dos exames de corpo delito são de violência contra a mulher, onde são aplicadas penas da conhecida Lei ‘Maria da Penha’.

Lado-a-lado
Não se sabe se ao certo se é uma estratégia, mas a unidade do IML vai funcionar próximo da avenida Filinto Muller e do 4º Batalhão da PM. E mais: próximo do CIN - Conselho Integrado da Mulher, justamente onde as vítimas buscam atendimento nos casos de agressão.

Uma

Terça, 03 de junho de 2008

Uma por dia: O preconceito é uma opinião não submetida a razão.

Replay

Segunda, 02 de junho de 2008

Uma por dia: Ás vezes o grave problema é apenas uma saída estratégica de um mal maior futuro.

Idosos
Cerca de 250 pessoas participam a partir das 8h00 de hoje, na Associação Atlética Banco do Brasil, no Coxipó, em Cuiabá, a 1ª Conferência Municipal da Pessoa Idosa. As discussões vão girar em torno da criação de uma rede que inclua atendimento especializado em diversas áreas, entre elas da saúde, transporte, educação, lazer e segurança, para denúncias de maus-tratos e criação de um abrigo, como medida protetiva. A conferência prossegue na terça.

A revanche
Depois de fritarem o deputado Maksuês Leite (PP), que seria o principal adversário nas urnas de 5 de outubro, os Campos preparam uma nova estratégia rumo às eleições em Várzea Grande. Os irmãos democratas, senador Jaime Campos e o prefeiturável Júlio Campos, já admitem, em conversa de bastidores, substituir a pré-candidata à vice Mara Rúbia, esposa de Maksuês. Alegam que a aliança DEM-PP trouxe desgaste político sem precedentes e que a única forma de amenizá-lo seria mudando a composição da chapa.

Ida
Perguntado sobre o assunto, Jaime Campos, que vai coordenar a campanha do irmão, garante que o acordo com Maksuês para este indicar a vice já foi fechado e que não tem mais volta. Júlio assegura publicamente que sua vice será Mara e ponto final.

... e volta
O problema é que nos bastidores eles apresentam uma série de preocupações. Admitem que a situação está insustentável e que a aliança acabou tendo efeito contrário, ou seja, ao invés de somar está desagregando. Há uma indignação geral do eleitorado várzea-grandense até então nunca vista. Mesmo com seu jeito carismático e estilo populista, Júlio vem enfrentando resistências nas ruas que deixam-no preocupado. O eleito já demonstrou, pelo visto, que não aceita a tal aliança.

Bravo!
Maksuês surgia na liderança nas pesquisas à sucessão do prefeito Murilo Domingos (PR) por impôr um discurso forte contra as oligarquias Campos. Fez até denúncias contra Júlio e começou a aglutinar partidos, como PMDB e PT. Eis que o deputado resolve não só desistir da pré-candidatura, como se transformar em cabo eleitoral de Júlio, com direito de indicar a esposa Mara de vice da chapa.

Rejeição
Agora, tanto os Campos quanto Maksuês encontram dificuldades para explicar a aliança DEM-PP. O maior desgaste recaiu sobre os ombros de Maksuês. Para muitos, o jovem parlamentar acabou comprometendo o futuro político. Em 2004, os Campos testaram o deputado Campos Neto como candidato até 30 dias das eleições. Quando viram que o barco estava afundando, substituíram o primo por Wallace Guimarães. Aí, já era tarde demais. Murilo venceu as eleições.

Replay
O filme pode se repetir agora, mas com outros protagonistas. Júlio Campos sinaliza para a busca de uma outra mulher para vice de sua chapa. Seria Jaqueline Guimarães, esposa do deputado Wallace Guimarães, outro que também está na bronca com os Campos por ter sido excluído na disputa interna. Nesse caso, Júlio poderia agradar Wallace de um lado, mas, de outro, arrumar confusão com Maksuês. (com RDNews)

118 - 119 - 120 - 121 - 122

Busca



Enquete

Sem a vitrine da Copa como você vê a administração Mauro Mendes em Cuiabá

Ótima
Razoável
Deficitária
Um caos
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114