» mais
Né !

r.o.d.a.p.é

Quarta, 19 de julho de 2006

Uma por dia: Resignação não dura a vida inteira

Na rua
Os promotores do Ministério Público Estadual de Mato Grosso precisam percorrer as ruas centrais de Cuiabá para fazer um limpa nas calçadas da cidade, ocupadas por automóveis.

Dono
Ontem o constrangimento pegou de surpresa um motorista que parou o carro sobre a calçada na avenida do CPA, em frente a uma concessionária de veículos. O espaço era suficiente para a passagem de pedestres, tanto atrás, quanto à frente do carro.

Olhares
O desagradável foram os olhares que funcionários da empresa, revenda Ford, dispensavam para o usuário da calçada que, diga-se de passagem, não entrou na loja.

To nem ai...
Ao retornar, o tratamento foi ainda frio e, com ar de tô podendo o motorista tirou seu carro sem dar qualquer satisfação, mesmo sob olhares de intimidação e das tradicionais placas estacionamento privativo para clientes.

Poder
Aliás estacionamento é problema em todo lugar. Em frente a Sema, no Centro Político Administrativo, todos os espaços na área de estacionamento estão reservados para diretores.

Intimidação
E tem ainda um guarda, pago com o dinheiro do contribuinte para expulsar o cidadão que ousar em parar no estacionamento privativo na rua. É ruim, hein.

Quem diria
E o secretário da Sema ainda é um Promotor de Justiça!!!

Alerta vermelho
A Polícia Federal selecionou cerca de 30 policiais federais em vários estados do Brasil com o objetivo de compor um Força-Tarefa que, juntamente com a Controladoria-Geral da União e Ministério Público Federal, investigará a possível participação de pessoas com foro privilegiado no esquema desarticulado em 4 de maio pela Operação Sanguessuga.

Dim-dim
Com tantos cortes oficiais nas bocadas, pelo jeito essa campanha vai ser minguada.

r.o.d.a.p.é
Voltou ao ar uma propaganda na TV Centro América (Globo), que mostra um trabalhador carregando por vários quarteirões um botijão de gás de cozinha. A anunciante é a Copagaz, empresa do Grupo Zaran. De quem é a culpa não se sabe, mas poderiam ter explorado menos o personagem...

Lado bom

Terça, 18 de julho de 2006

Uma por dia: Resignação não dura a vida inteira

No páreo
Telma de Oliveira decidiu disputar a eleição, ocupando a vaga pretendida pelo seu marido, Dante de Oliveira, que morreu no último dia 6.

Órfã ?
Por falar em eleição, pergunta-se quem será o candidato oficial a deputado federal por Várzea Grande?

De novo
O sistema Faixa Verde (por sinal cor oficial da administração Wilson Santos) começou a funcionar, tentando normatizar o estacionamento de veículos na área central de cuiabá.

Horário
Com preços de R$ 1,50 por hora estacionado, ou R$ 2,00 por duas horas, o sistema funcionará das 8 às 18hs e aos sábado das 8 às 13hs.

Números
Segundo o sistema Faixa Verde, há uma rotatividade de 3.800 veículos por dia na área central de Cuiabá, concorrendo a 670 vagas de estacionamento.

Lado bom
Que o sistema é importante para quem utiliza a área central é inegável. O lamentável é a ocorrência de abusos como no passado.

Lado ruim
Havia uma época em que as lojas não vendiam o ticket reclamando que não dava lucro e somente transtorno para troco. Com isso o motorista se via obrigado percorrer várias lojas até conseguir o ticket.

Fiel da balança
Como há uma parceria com a CDL, espera-se que desta vez perdure por mais tempo a qualidade no atendimento.

r.o.d.a.p.é
É importante saber da Prefeitura de Cuiabá qual será o procedimento do órgão quanto a privatização de estacionamentos em frente a vários comércios da cidade. Na avenida Getúlio Vargas, na região do Getúlio Loft é impossível estacionar, já que uma drogaria, uma locadora de vídeo e outras empresas simplesmente privatizaram a calçada e, consequentemente a rua. Pior: ainda dão uma dura em quem estaciona no local!

Caneta

Segunda, 17 de julho de 2006

Uma por dia: Resignação não dura a vida inteira

Opinião
No Choppão, sexta-feira, uma mesa discutia quem herdaria o peso político de Dante de Oliveira - morto de forma surpreendente depois de entrar pedindo votos em um hospital de Cuiabá.

Nem tanto
A unanimidade era de que Thelma de Oliveira, mulher de Dante, não teria o peso suficiente para tanto, já que sua representatividade como deputada federal ficou aquém do esperado.

Órfão
Para outros, caberia a Antero Paes de Barros ocupar o espaço. Porém, a opinião também é de que Anterinho foi sempre sobra de Dante e agora estaria, portanto, órfão do seu lider maior.

Abusos
Um policial de trânsito, a paisana, depois de circular pela Praça Popular, onde reúne os bons bares frequentados pela alta sociedade, desabafou reclamando de carros estacionados sobre as calçadas próximas do local.

Comodidade
Com razão e coro seguido por quem mora na região, muitos frequentadores da região não buscam estacionar seus veículos longe do local. Nem tão longe assim...

Caneta
Na linha de tiro ficam os donos dos estabelecimentos que levam a culpa, de graça, já que se cuidar de bar já é difícil, coordenar o estacionamento seria impossível. E cabe a cada um o bom senso. Ou a PM aplicar a caneta!

r.o.d.a.p.é
Não caiu nada bem a decisão do prefeito Wilson Santos em querer mudar o nome do Palácio Alencastro e da avenida Mato Grosso para Dante de Oliveira. Com razão, a família do primeiro homenageado reclamou em tempo. No caso da Mato Grosso a questão é mais ampla, pois muitos comerciantes terão que fazer alterações na Junta Comercial, na Receita Federal, na prefeitura e por ai afora. Como é cômodo para quem está atrás da mesa dos órgãos públicos, isso é mole!!!

Na pele

Sexta, 14 de julho de 2006

Uma por dia: Pra que serve espingarda de 2 canos? Pra matar dupla sertaneja!!!

Canetaço
A decisão do juiz Alexandre Ferreira Mendes Neto, da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública, em autorizar a realização da Expoagro (42ª feira agropecuária de Cuiabá), contrariando posição do Ministério Público Estadual que emitiu parecer afirmando não existir condições do evento, por questões de segurança, abre uma excelente oportunidade para discutir posições manifestadas pelo MPE.

E agora?
Como todos sabem, o Ministério Público Estadual tem ocupado espaços na mídia apontando falhas e irregularidades em quase todo tipo de coisa, mas praticamente em todas as vezes não se faz presente para in loco, avaliar o quadro.

Na pele
No comodo papel de acusador, o Ministério Público tem sempre causado situações antagônicas, a exemplo do caso Expoagro. Dizer, simplesmente, que a feira não pode ser realizada é, no mínimo, uma estupidez, ante a todos os investimentos dos empresários, dos expositores, prejudicando a população.


Dormiu
Seria sensato, talvez, ter acompanhado com antecedência de 60 dias os trabalhos e, então, ter apontado quais caminhos a se seguir, que pudessem viabilizar a realização do evento, em condições de segurança para a população.


Nem tudo
É uma pena que situações como essa venham atingir a imagem do Ministério Público de Mato Grosso que tem prestado seu papel em situações importantes.

Help
Ontem um caminhão carregado com álcool hidratado estacionado na rua Manoel Leopoldino chamou a atenção de um morador, ao verificar que o produto vazava pelo cano de abastecimento. O Corpo de Bombeiros já estava prestes a ser chamado quando o motorista apareceu, saindo de uma casa onde funciona um escritório.

Outros tempos
O ex-prefeito de Várzea Grande, Jaime Campos, deve estar rindo à toa coma greve promovida pelos servidores do minicípio que reclamam do atual, Murilo Domingos, por cortes em folha de pagamento e outras irregularidades.

Marketing
É que a cidade sempre fez propaganda como a que mais paga salário em dia e valoriza o servidor.

r.o.d.a.p.é
É uma pena que o Hospital Municipal de Chapada dos Guimarães seja utilizado por centenas de jovens que, embriagados, causam despesas e grande movimento na instituição nos dias de eventos, como o Festival de Inverno.

Linear

Quarta, 24 de maio de 2006

Uma por dia: Eu caminho devagar, mas nunca para trás. Abraão Lincon

Culpado
Entrevistado ontem a noite no programa Terceiro Mundo, da TV Record - do Grupo Gazeta de Comunicação - o secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Furlan, assumiu, diversas vezes, que a carga tributária em Mato Grosso é alta.

Sem solução
Advindo do setor empresarial, mais especificamente industrial, Furlan tentou amenizar dizendo que no momento atual o setor não tem como reduzir impostos, diante da crise do agronegócio, que por extensão afeta os demais setores econômicos do Estado.

O outro
Tentou, de certa forma, tranferir a culpa para o governo federal, contudo não conseguiu se explicar quando perguntado se o impacto dos impostos seriam reduzido em Mato Grosso, como garantiu o governador Blairo Maggi.

Vala comum
Por sua vez o presidente da Fiemt, Nereu Pasini engrossou o discurso e criticou as ações de prisão pela Polícia Federal - dentre elas a operação Curupira - de empresários honestos. Assumiu, também, que há desonestos no setor, mas muitos foram atingidos sem dever.

Linear
Na opinião de alguns faltou ao programa colocar um equilíbrio na pauta, o que poderia ocorrer colocando um representante do setor trabalhador ou de consumo, ou nada melhor que o secretário de Fazenda, Waldir Júlio Teis.

Diferente
Mas o frio provocou uma limpeza ontem nas ruas da cidade. Entre 22hs e 23hs muitos bares já estavam vazios.

Aberto
O próprio Getúlio - na avenida Getúlio Vargas - já estava com fechado às 23h00, já que praticamente dispõe de muita área externa.

Da vez
Levou sorte desta vez o Café Cancun e o Choppão. Este, por sua vez, concorridíssimo pelo seu tradicional escaldado. E lógico, o atendimento mais simpático da cidade.

Ufa!
Segundo donos de madeireiras em Cuiabá, o movimento das empresas do setor estão retomando as vendas. Já respiram com condições de fazer planos, depois da operação Curupira que prendeu madeireiros, servidores públicos estaduais e federais, além de atravessadores. Ah, e também quem não tinha culpa no cartório.

r.o.d.a.p.é
Como fica a situação de um importante presidente de entidade de classe ao se beneficiar de terras do governo, via Intermat?

118 - 119 - 120 - 121 - 122

Busca



Enquete

Se a eleição para prefeito de Cuiabá fosse hoje você votaria em Silval Barbosa?

Sim
Não
Talvez
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114